Notícias do setor

Aluga-se para a Copa

Extra, Lara Mizoguchi, 16/fev

Se tudo der certo, durante a Copa, a administradora Patricia Goulart, de 38 anos, o marido Ricardo, os dois filhos, um cachorro e uma calopsita deverão se mudar da casa onde vivem, em Vila Isabel, a três quilômetros do Maracanã, para a da mãe dela, no Riachuelo. A família pretende alugar o imóvel de três quartos durante o Mundial (entre 12/6 e 13/7) por R$ 25 mil, a quinzena, ou R$ 30 mil, o mês. Prática bastante comum no restante do mundo, aos poucos brasileiros abrem suas portas para turistas mediante uma compensação financeira.

O advogado especialista em Direito Imobiliário Hamilton Quirino explica que a Lei do Inquilinato prevê a locação por temporada, com duração máxima de 90 dias. Nesse tipo de aluguel não é necessário notificar síndicos. Mas um cadastro dos turistas pode ser feito, por segurança:

- O contrato pode prever multa para infrações contratuais, como não devolução no prazo, sumiço ou dano em equipamento ou instalação.

O empresário Vitor Martins, de 31 anos, e a mulher, Beatriz, de 29, pretendem alugar a cobertura de dois quartos com varanda, que fica a uma quadra do estádio, por R$ 1.500 por dia (R$ 45 mil o mês). Como precaução, uma faxineira de confiança irá ao imóvel três vezes por semana. Mesma tática a ser adotada por Patricia.

- Ela (faxineira) vai poder ver como estão as coisas - explica Vitor.

Alexandre Corrêa, vice-presidente de Assuntos Condominiais do Sindicato da Habitação do Rio (Secovi Rio), afirma, no entanto, que é fundamental ter bom senso:

- A segurança e o bom sendo têm que ser levados em conta. Não pode ter um quarto e alugar para dez pessoas.

'É uma troca de culturas valiosíssima'

Alexandre Pereira, 29 anos, servidor público, morador do Maracanã

Tenho uma filha de outro relacionamento que, a cada 15 dias, passa o final de semana comigo. Ela dorme neste quarto (que será alugado). Os preços e os serviços subiram muito nos últimos três anos, e precisávamos engordar o orçamento familiar, para ajudar a pagar as contas. Gostamos de trocar experiências com viajantes. É uma troca de culturas valiosíssima. Disponibilizamos o quarto na Copa por R$ 420 (a diária).


Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]