Notícias do setor

Aumenta em 122% a participação das mulheres no mercado imobiliário

O Dia, Cristiane Campos, 28/ago

Pesquisa do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci-RJ) revela que a participação das mulheres no mercado aumentou 122% em 10 anos. O levantamento foi divulgado em homenagem ao Dia do Corretor de Imóveis, comemorado ontem. O público feminino tem se destacado em várias áreas e, segundo o Creci-RJ, não seria diferente no mercado imobiliário. 

Nos últimos anos esse aumento se intensificou. Em 2006, havia 6.430 mulheres corretoras. Atualmente, são 14.300. Já na comparação de 2010 para cá, o crescimento foi de 42% (eram 10.018 mulheres ativas na profissão à época). "É com muita satisfação que acompanhamos nos últimos anos um crescimento marcante da mulher na profissão de corretor de imóveis, agregando conhecimento, profissionalismo e sensibilidade à categoria", ressalta Manoel da Silveira Maia, presidente do Creci-RJ. 

O público feminino também se destaca em cargos de liderança. Corretora de Imóveis há 10 anos, Fernanda Matiolli, que atua com inteligência de mercado em uma grande construtora do Nordeste e já foi gerente de gestão de equipe de uma grande imobiliária no Rio, acompanha com entusiasmo a maior presença da mulher na profissão. "É fantástico ver maior participação feminina na corretagem de imóveis. O olhar feminino na negociação e a forma de lidar com os clientes são diferenciais das mulheres neste mercado. Podemos dizer que as mulheres são mais atenciosas com o processo de negociação e possuem um olhar mais detalhista", analisa Fernanda. 

Ela também chama atenção quando o assunto é a presença das mulheres em altos cargos na profissão. "As mulheres estão altamente capacitadas para os maiores cargos nas empresas. Este número não é maior, não por causa de discriminação, mas sim de disponibilidade, de ter que abdicar um pouco das questões familiares e se dedicar por inteira, até mesmo em finais de semana, à profissão. Mas é um caminho natural que mais mulheres ocupem cargos de gerência e diretoria", prevê Fernanda. 

Para a vice-presidente do Creci-RJ, Ana Luiza Gomes Anderson, o papel da mulher no mercado imobiliário é fundamental. "Não queremos passar por cima dos homens e não queremos que eles se sobressaiam em relação a nós, mas queremos sim, que andemos juntos, lado a lado, para oferecer à sociedade profissionais éticos e dignos de confiança", afirma Ana Luiza. Atualmente, o exército de corretores ativos (homens e mulheres) soma 45 mil no Estado do Rio.

Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]