Notícias do setor

Leilão de Cepacs

Valor Econômico, Empresas, 12/nov

Um grupo de incorporadoras pretende entrar ainda hoje com um mandado de segurança contra a realização do leilão de Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs) da Operação Urbana Consorciada Faria Lima, marcado para amanhã. A razão seria a insatisfação com o fato de a aquisição do título não assegurar a vinculação de metros quadrados adicionais ao terreno. A prefeitura paulistana planeja oferecer 160 mil Cepacs ao preço mínimo unitário de R$ 1,045 bilhão. 

O problema é que há o risco de incorporadoras e investidores adquirirem Cepacs, mas não cumprirem o objetivo de convertê-los em metragem adicional para empreendimento residencial ou comercial. Atualmente, há 190 mil metros quadrados disponíveis para os quatro setores da Operação Urbana Faria Lima. Ainda há estoque em todos os setores, mas apenas o da Hélio Pelegrino tem comercial.

Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]