Notícias do setor

Potencial para média renda segue represado

O Estado de S. Paulo, Especial Top Imobiliário, 31/jul

Com retorno estratégico à média renda, a Ezetec figurou em 6.º lugar no ranking das Construtoras desta edição do Top Imobiliário, com 11 lançamentos que somaram valor geral de vendas (VGV) de R$ 1,95 bilhão, segundo a Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio (Embraesp). A empresa também aparece na 8.ª colocação no ranking das Incorporadoras, com VGVL de R$ 1,53 bilhão.

Na divulgação de resultados do 4.º trimestre de 2019, a empresa registrou que os lançamentos Vertiz Tatuapé, Vértiz Vila Mascote, Vivid Perdizes e Artis Jardim Prudência atingiram uma velocidade média de 42% do projeto vendido no primeiro mês e 71% no primeiro semestre.

Segundo o documento, a demanda potencial da média renda segue represada desde os lançamentos de 2014 e passa primeiro pelas regiões "intermediárias" da cidade, menos fragilizadas pelo desemprego, como nos locais dos exemplos citados acima.

Com apartamentos de três e quatro dormitórios, o EZ Parque da Cidade foi o carro-chefe entre cinco lançamentos que, conjuntamente, somaram um VGV de R$ 934 milhões no quarto trimestre de 2019, o segundo maior resultado da série histórica da empresa.

Um dos motivos para a retomada do mercado de média renda em 2019, segundo o documento, foram as sucessivas quedas da taxa básica de juros, que facilitaram as condições de aquisição do cliente, além de fazer o investidor de alta renda migrar da renda fixa para o mercado imobiliário.

Panorama. A Ezetec tinha um panorama positivo para lançamentos em 2020, com guidance de R$ 2 bilhões a R$ 2,5 bilhões em VGV. Porém, com a chegada da pandemia do coronavírus, essa orientação deve ser revista após a fase aguda da crise se dissipar.

Na prévia da Operacional de Resultados do 2.º trimestre de 2020, a empresa apontou que os efeitos da pandemia foram sentidos em seu ponto mais crítico no mês de abril, com vendas brutas de R$ 21 milhões. Após uma curva de aprendizado de como formatar o processo de vendas, em maio foram gerados R$32 milhões no mês, chegando a R$ 94 milhões em junho.

No segundo trimestre de 2020, a companhia não lançou novos empreendimentos, mas, em junho, fez o relançamento do Z. Ibirapuera de forma inteiramente digital, por meio de lives em plataformas de streaming. De acordo com o documento, as lives de empreendimentos específicos, foram as principais responsáveis pelas vendas do trimestre.

Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]